Concessionárias Mundo Automotivo VAI

Wings conecta 600 concessionárias até 2020

Wings começou em março passado a vender em concessionárias Jeep, Toyota, Volkswagen e Hyundai a assinatura de seu módulo de rastreamento VAI (sigla de Vehicle Artificial Intelligence), já conta com 30 revendas conectadas aos carros que venderam, negocia a introdução do seu sistema com outras marcas e até o fim do ano espera que 250 lojas estejam integradas, saltando para 600 em 2020. Além de rastrear em tempo real o veículo e assim garantir mais segurança com funcionalidades como cerca de deslocamento, limite de velocidade e estacionamento seguro (alerta ao proprietário em caso de tentativa de partida forçada), o VAI também representa uma ferramenta para estreitar a comunicação on-line com os clientes e aumentar o faturamento com a oferta de serviços. 

O sistema acessa mais de 25 GB de dados gerados por hora por um veículo e transmite informações como quilometragem, códigos de falha, status de peças e alerta de colisão em tempo real. O acesso aos dados possibilita ao concessionário, por exemplo, oferecer auxílio personalizado ao consumidor em caso de um acidente ou uma reposição de bateria para aquele cliente que está na eminência de precisar trocá-la. Tudo isso por meio do aplicativo. 

Com isso, sem custos, ao vender a assinatura do VAI a concessionária ganha um canal direto com o cliente, monitorando on-line o funcionamento do veículo. “Dizemos que somos o mecânico amigo de todo proprietário de carro, porque estamos em tempo real monitorando falhas, peças, temperatura de motor, e alertamos em caso de qualquer intercorrência na parte elétrica, injeção ou motor”, explica João Marcelo Barros, diretor da Wings. A empresa foi fundada em 2010 no Recife (PE) especializada em assessórios de infoentretenimento e segurança veicular, que desenvolveu o VAI em parceria com o centro privado de inovação Cesar e a Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). O investimento inicial de pesquisa e desenvolvimento da rede foi de cerca de R$ 3 milhões e, segundo Barros, em novembro próximo será iniciado um novo ciclo de investimentos. 

MAIS RETENÇÃO E CUSTOS MENORES

Com as informações transmitidas pelo VAI – exceto localização que é confidencial –, as oficinas autorizadas podem oferecer serviços de pós-venda de forma pró-ativa. “Toda gestão dos clientes conectados é feita por uma plataforma on-line desenvolvida por nós, que permite à concessionária acompanhar a necessidade real de cada carro, como por exemplo uma troca emergencial de bateria, ou a quilometragem apontando que o veículo acaba de entrar em período de revisão”, explica Barros. “Viabilizamos assim um relacionamento digital com os clientes, que poderão agendar serviços e realizar compras de peças dentro do próprio aplicativo, dispensando toda aquela equipe de call center que as concessionárias ainda têm”, acrescenta. 

Segundo dados da Wings, esse contato direto e digitalizado pode melhorar em mais de 60% os índices de retenção e aumentar a capacidade de agendamento ativo em até 16 vezes. Além disso, a empresa estima que as concessionárias podem ter significativa redução de custos com o uso do VAI para se relacionar com os clientes. 

O cálculo é que o processo de contato tradicional, via telefone, leva até 11 minutos e custa cerca de R$ 8 por pessoa contatada, enquanto a operação digital reduz esse tempo para 90 segundos e o gasto para menos de R$ 0,50, porque elimina-se a necessidade de intervenção da equipe. Por meio do aplicativo também é possível enviar promoções e ofertas especiais personalizadas, utilizando como base o perfil de cada consumidor. 

Como o sistema começou a ser implantado há pouco tempo, ainda não é possível estimar o potencial exato de aumento de negócios que a conexão digital direta com os carros vendidos pode trazer às concessionárias, mas Barros avalia o aumento de faturamento será rapidamente percebido em serviços no pós-vendas, como revisões, reposições de peças em geral e funilaria. 

O usuário final pode conectar seu carro a todos os serviços do VAI a partir de R$ 18/mês no plano de três anos; R$ 22,88/mês em dois anos e R$ 37,40/mês em um ano. Após três anos a renovação anual pode ser feita por R$ 9,90 ao mês. Ao adquirir o serviço em uma concessionária, apenas aquele grupo terá acesso aos dados do cliente. 

Além de garantir mais segurança e facilitar o contato com a concessionária, o VAI também é uma ferramenta de economia, pois oferece relatórios de uso, histórico de deslocamentos, valores gastos e acompanha os hábitos de condução mais prejudiciais ao consumo.